Resultado de imagem para ASSEMBLEIA DE DEUS GIF

     G U A I R A  -  PARANÁ 


  

Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
Enquete
Gostaria de Assistir as nossas celebrações/ONLINE
SIM
NÃO
TALVEZ
Ver Resultados

Rating: 2.4/5 (944 votos)


ONLINE
1




Partilhe esta Página


MABU - WEB RÁDIO


PASTOR JOÃO JOARÊS - Presidente


 

Imagem relacionada


Ouvir com Windows Media 


Imagem relacionada  


     Em que Cremos!

Nosso Credo          


 


contador de visitas

Apoio - Cultural


  

Pesquise nas Escrituras
[ Ex.: graça | Ex.: Gn 1:1-10 ]

  


Resultado de imagem para widgets para sites gospel


Resultado de imagem para gif assembleia de Deus

 



Resultado de imagem para gif assembleia de Deus 


Resultado de imagem para gifs cristão


   Resultado de imagem para gif banner assembleia de deus


   


Resultado de imagem para gif a paz do senhor

 



Total de visitas: 222159
Lições do 2º Trimestre de 2013
Lições do 2º Trimestre de 2013

 

SUBSÍDIOS PARA LIÇÕES BÍBLICAS - 2º TRIMESTRE


 1ª Primeira Lição - FAMÍLIA, CRIAÇÃO DE DEUS


 

Marcadores: 

Família do Pr João Joarês  

 IMAGEM: Familia do Pastor João Joarês Rodrigues de Melo.
 
A promessa de um lar feliz transmite a idéia de uma família feliz, visto que a expressão “lar”, dependendo do contexto, pode se referir ao lugar onde a família habita, ou a própria família em si.
 
Lar, vem do latim lare, que significa parte da cozinha onde se acendia o fogo para preparar os alimentos e aquecer o ambiente; daí se origana o termo lareira.
 
Segundo o dicionário de Houaiss, o vocábulo “família” pode significar, num sentido mais restrito “grupo social básico, formado por pai, mãe e filhos”, num sentido mais abrangente “pessoas ligadas entre si pelo casamento ou qualquer parentesco”, e ainda num sentido geral “grupo de seres ou coisas com características comuns”.
 
No hebraico bíblico, o termo para família é mispahah, que significa “família, clã”, isto é, todos os integrantes de um grupo que estavam relacionados por sangue e que ainda sentiam um senso de consanguinidade, parentesco.
 
No grego do Novo testamento, temos a palavra oikos, que pode significar “habitação, casa, lar ou família (I Tm 5.4) e patria, que primeiramente significa “ascendência, linhagem, tribo (Lc 2.4, At 3.25, Ef 3.15).
 
A palavra “família” é de origem latina famíliae, e é usada para definir um vínculo doméstico, íntimo.
 
A família (ou lar) é a mais importante instituição social estabelecida por Deus, sendo ela mesma a base de todas as outras. A destruição, inversão de valores, deturpação, descaracterização e a desmoralização da família, implicam diretamente num profundo caos, produzindo os mais terríveis danos à humanidade, quer sejam de ordem moral, espiritual, econômica, fraternal e social.
 
A preservação do lar e da família depende diretamente da obediência aos princípios estabelecidos por Deus em sua palavra. Negligenciar a Bíblia é voltar-se contra o Criador e trabalhar para a destruição das coisas que Ele criou, definidas pelo escritor sagrado como muito boas “E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã: o dia sexto.”

EXISTE LAR OU FAMÍLIA PERFEITA?
 
Observe o que declara Josué Gonçalves:

“Um dos muitos problemas, quando se trata sobre família, é o conceito no meio evangélico, de que, como crentes, nossa família tem que ser perfeita. Afinal, não temos um Deus, um Salvador, a Bíblia, a garantia de uma vida eterna? Isso é o que alegam os defensores desse conceito. Esquecem-se de que a família é formada por pessoas limitadas, imperfeitas, que carregam traumas emocionais, frustrações, que tiveram problemas de orientação na infância, e tudo isso influencia a vida comunitária íntima da família. A pregação de que a família deve (ou tem de) ser perfeita leva muitas pessoas a experimentarem frustrações nessa área, pois percebem que este é um alvo impossível de ser alcançado. Como não conseguem alcançá-lo camuflam os problemas, escondendo-os atrás de uma capa de aparência de que ‘tudo vai bem’, quando na realidade não vai. Estes pregadores estão levando as famílias a uma vida farisaica, o que pode ser um dos motivos dos filhos estarem abandonando a fé. Essa atitude torna-se um peso para as pessoas. Não foi isto que Deus planejou para nós seres humanos. Famílias perfeitas não, mas famílias felizes sim.” (Família: os segredos do sucesso de uma família bem ajustada. 6 ed. São Paulo: Editora Mensagem para Todos, 1999, p. 11-12)
 
O texto acima citado nos conduz para algumas reflexões:

- Em primeiro lugar, a perfeição, embora seja um ideal divino (II Co 13.9, Hb 6.1), é algo que não poderá ser vivenciado plenamente nesta vida devido às limitações que o pecado nos impõe;
 
- Em segundo lugar, parece-nos que as famílias que mais sofrem como este tipo de problema são as dos obreiros, devido às pressões que sofrem da igreja, e por vezes, do próprio obreiro, exigindo dos seus entes queridos uma conduta “perfeita”, em nome da preservação de sua imagem, não considerando as limitações que a própria natureza humana os impõe. A mulher do obreiro e os filhos do obreiro, embora devam de certa forma zelar pelo ministério do homem de Deus, não podem carregar um fardo impossível de ser suportado.

A ORIGEM DO LAR E DA FAMÍLIA

Deus é o criador da família. A criação da família funde-se com a criação da humanidade:

E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou. E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo animal que se move na terra.” (Gn 1.27-28)
 
Pode-se afirmar que o primeiro lar existiu no Édem (Gn 2.8, 15). O lar foi assim preparado e estabelecido por Deus como um lugar de bênçãos e felicidade. A responsabilidade do homem era “cultivar” e “guardar” o seu lar (v.15).

A QUEDA DA FAMÍLIA

O pecado entrou na família por meio de uma atitude egoísta e deliberada do homem (1 Tm 2.14), conforme detalhes narrados em Gênesis 3.6:
 
E, vendo a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.

A CORRUPÇÃO GERAL DA FAMÍLIA

A perda dos referenciais de bondade, santidade, integridade, moralidade e amor, promoveram na família uma corrupção generalizada:
 
A terra, porém, estava corrompida diante da face de Deus; e encheu-se a terra de violência. E viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra. (Gn 6.11-12)
 
A SALVAÇÃO E A RESTAURAÇÃO DA FAMÍLIA

A operação da graça de Deus na vida da família pode ser observada pelos seguintes aspectos:

- A salvação profetizada na aliança adâmica (Gn 3.15)
- A salvação figurada na aliança noética (Gn 6.13-18)
- A salvação prometida na aliança abrâmica (Gn 12.1-3)
- A salvação providenciada em Cristo Jesus (At 10.24-48, At 27-34)
 
OS PROPÓSITOS DE DEUS PARA A FAMÍLIA
 
Segue abaixo uma relação das principais atribuições de Deus para a família:

Procriação da humanidade e Prazer sexual para o casal (Gn 1.28; Pv 5.15-19). A prática e o prazer sexual é uma bênção de Deus que é legitimada pelo casamento, com o propósito de constituir família e edificar um lar;
Subsistência (Gn 2.15; 3.19). É no lar e na família que a provisão para o sustento, a alimentação, a vestimenta e outras necessidades básicas de seus membros devem ser supridas;
Educação (Dt 6.4-9). Um dos grandes erros dos tempos atuais é o fato da família ter terceirizado a educação moral e espiritual dos filhos. Escola e Igreja cumprem hoje o papel principal na formação destes valores, quando na realidade deveria cumprir um papel auxiliar;
Proteção (Dt 22.8). O apoio que recebemos da família, a ajuda nos momentos difíceis, o ombro e o peito amigo do marido, da esposa, dos pais e dos filhos, transmitem uma sensação de segurança e proteção insubstituíveis;
Adoração e serviço a Deus (Gn 4.1-5; 26; 8.18-21; 13.1-4; Ex 12.1-21; Dt 6.4-9; 11.18-21; Js 24.15 e outros). É no lar e na família que a adoração e o serviço a Deus devem ser primeiramente exercitados. A adoração e o serviço na igreja devem ser compreendidos como uma extensão da adoração e do serviço no lar.
 
O sucesso e a felicidade na família está em ter a palavra de Deus como fundamento (Mt 7.24-29) e Tê-lo como principal edificador (Sl 127.1a). Infelizmente, a família cristã tem negligenciado e relativizado os valores cristãos e os princípios da palavra de Deus. O Senhor já não é realmente o edificador de muitos lares e famílias que o confessam e o adoram apenas de lábios. Como resultado, cada dia a família cristã se torna mais infeliz, mais dividida e incapaz de ser sal e luz para os demais lares e famílias da terra.
 
Obs: Texto publicado originalmente em meu livro Uma Igreja com Saúde, sob o título “Um Lar Feliz”.
 

 

topo